• 24 jan 17

Sonhos

São eles que nos movem rumo aos nossos objetivos. Precisam estar no plano das ideias!

Por: Olga Tessari
  • Sonhos movem objetivos

    Entrevista com © Dra Olga Inês Tessari

     

    Planejar é o caminho para realizar seus sonhos!

    O ano novo está aí e diversas idéias e desejos povoam a mente das pessoas, esperançosas de alcançar os mais diferentes objetivos. Emprego, casamento, família, amigos, casa, carro, sucesso profissional, dinheiro costumam estar entre os mais concorridos. Mas saiba que para chegar a qualquer uma dessas coisas requer planejamento e estrutura.

    Para conversar um pouco melhor sobre planos, esperanças, sonhos, entrevistamos a psicóloga e psicoterapeuta Olga Tessari.

    Confira os principais trechos desse bate-papo por email.

    (direitos autorais das respostas © Dra Olga Inês Tessari)

     

    Site Padre Marcelo Rossi – O que motiva as pessoas a cada ano fazerem novos planos, mesmo sabendo que podem não cumpri-los?

    Dra. Olga Tessari: Somos movidos por planos, objetivos, metas, eles são necessários para não nos sentirmos perdidos e inseguros quanto ao nosso futuro. Muitas vezes, nossos planos e metas são irreais ou mesmo a sua concretização independe de nossa vontade: no nível das idéias podemos sonhar e pensar em qualquer tipo de coisa, mas temos que ter a consciência de que, para concretizar um sonho, muitas vezes dependemos não só da realização da parte que é de nossa responsabilidade, assim como da parte que cabe a outras pessoas.

     

    Site Pe. Marcelo – A esperança é o que move o ser humano a acreditar ser possível um ano diferente do anterior?

    Dra. Olga Tessari: Sim, a esperança é que nos move, o desejo de que nossos sonhos se tornem realidade! A esperança de um ano novo melhor, de um mundo melhor!

     

    Site Pe. Marcelo – A frustração de não conseguir o esperado pode ser uma barreira a impedir a evolução da pessoa?

    Dra. Olga Tessari: Viver é correr riscos e para viver bem é preciso saber lidar com as frustrações. Quando não atingimos um objetivo, qualquer que seja ele, é natural e normal passarmos um pequeno período de raiva e de frustração por não termos conseguido o que desejávamos. A maioria das pessoas, passado este período, volta a lutar para atingir os seus objetivos, mas algumas delas permanecem nesta fase de raiva e de lamentação, culpando-se por não terem atingido aquilo que esperavam. Errar faz parte da vida, somos humanos e temos que aprender com os nossos erros para que, numa próxima vez, possamos agir de forma diferente para conseguir aquilo que desejamos!

     

    Site Pe. Marcelo – Qual a importância dos sonhos?

    Dra. Olga Tessari: São eles que nos movem aos nossos objetivos. Antes de se concretizar um objetivo qualquer, ele precisa estar no plano das idéias e sonhos. “Como é que eu posso fazer algo se eu ainda não pensei sobre aquilo, se eu ainda nem sei o que eu quero e nem o que vou fazer para consegui-lo?”

     

    Site Pe. Marcelo – Dentro do contexto do balanço e dos planos, as pessoas têm maior dificuldade em admitir os próprios erros?

    Dra. Olga Tessari: É muito mais fácil culpar o outro do que admitir os próprios erros. Essa é uma tendência do ser humano porque ninguém gosta de errar, mas de acertar! Mas aceitar os próprios erros é a melhor maneira de evitar de incorrer nos mesmos erros numa situação futura. Quem se culpa ou culpa o outro pelos erros, não aprende com seus erros e certamente vai cometer o mesmo erro ali na frente!

     

    Site Pe. Marcelo – A falta de um objetivo maior na vida pode causar algum problema? Ou as pessoas se acostumaram a deveres menores da casa e da vida familiar, do trabalho e não pensam mais tanto nesse sentido?

    Dra. Olga Tessari: Muitas vezes, as pessoas se “acostumam” aos deveres menores da casa, da vida familiar e do trabalho, vivem uma rotina infinda, que nem sempre é prazerosa. A dona de casa, por exemplo, quase nunca recebe um elogio da família pelo cuidado que tem com as roupas, casa e alimentação; é muito mais comum o empregado receber uma crítica do que ser elogiado por aquilo que faz bem feito, como se fazer bem feito fosse apenas uma obrigação. Portanto, além de cumprir com as obrigações do dia a dia, é importante sonhar e planejar para concretizar sonhos e metas para si mesmo! Aquele que não realiza seus sonhos, que não tem objetivos para si mesmo, pode entrar numa rotina entediante e estressante que pode gerar cansaço, desânimo, stress, mau humor, irritabilidade, insônia e outros problemas de saúde. Fazer aquilo que se gosta, ir atrás dos seus sonhos e agir para que eles se tornem realidade é garantia de uma vida plena e feliz! E este é o caminho para que, no final de 2005 você possa olhar para trás e dizer: consegui realizar os meus sonhos, aquilo que eu planejei para este ano que acaba!

     

    Matéria publicada no site do Padre Marcelo Por Rodrigo Herrero em dezembro/2004