• 12 jan 17

Valorize o seu amigo!

As amizades verdadeiras trazem bem-estar físico, mental e são fonte de felicidade!

Por: Olga Tessari
  • Valorize o seu amigo

     

     

    Cultivar as boas amizades traz saúde e felicidade: valorize o seu amigo!

    Entrevista com © Dra Olga Tessari

     

    Como diria Mário Quintana, “a amizade é um amor que nunca morre”.

    Essa é uma ótima razão para lembrar o quanto é importante valorizar os bons e velhos amigos. Mas ter a certeza de que sempre haverá alguém disposto a nos acolher não é a única vantagem para quem cultiva laços de amizade. Especialistas no assunto garantem que as amizades verdadeiras causam bem-estar físico e mental; em outras palavras, amigo é fonte de felicidade.

    “Ter afinidades em comum, compartilhar gostos e interesses e saber que pode falar sobre a sua vida sem pudor ou preconceito leva a pessoa a sentir-se integrada e capaz de reafirmar seus desejos e a melhorar o conceito sobre si mesmo”, explica a psicóloga Olga Tessari, autora do livro Dirija Sua Vida Sem Medo (Edição do Autor).

    Nesse sentido, diz a especialista, a troca proporcionada pela amizade sincera colabora para a elevação da autoestima. “Amigos nos aceitam como somos e, por vezes, nos admiram”. Prova disso é que, muitas vezes, o relacionamento entre amigos pode ser mais profundo e verdadeiro do que entre irmãos e familiares. “Quando o indivíduo encontra fora de casa pessoas que aceitam as diferenças, o ouve e o admira, ele passa a adotá-las como se fizessem parte da família, ou seja, essa é a família ideal que ele gostaria de ter”.

    A presença dos amigos contribui também para uma vida menos estressante. “A interação com o outro controla os níveis de cortisol – hormônio responsável por reduzir as defesas do organismo – e, assim, diminui os riscos de doenças psicossomáticas, como resfriados e rinites”, diz o psicólogo e pesquisador da USP, Thiado de Almeida.

    Tantos são os benefícios da amizade que uma pessoa sem amigos pode chegar ao ponto de ficar depressiva. Segundo Olga, ter a certeza de que não se está só na vida aumenta a segurança e a autoconfiança, fatores importantes para a prevenção de desequilíbrios emocionais e, consequentemente, para a manutenção de uma boa saúde.

    Portanto, é fundamental cuidar da relação para que ela conserve-se satisfatória. De acordo com a psicóloga Olga Tessari, o respeito à individualidade do outro é o primeiro passo para a preservação da relação. “Saber ouvir, aceitar a pessoa como ela é e dialogar são atitudes necessárias para manter as boas amizades”, afirma.

    Só fica difícil preservar a amizade quando uma das partes não acompanha a mudança de trajetória de vida do outro. “Tudo depende do caminho que cada um segue. Se nossos amigos permaneceram estagnados e nós alteramos nosso caminho, é natural que nos afastemos deles”, diz Olga Tessari. E isso implica em incompatibilidade de valores e ideais. Mas, não necessariamente, em distância geográfica. “Alguns amigos podem passar anos sem se verem e, ao se reencontrarem, parece que se viram ontem. É como se o tempo não tivesse passado, justamente, porque permaneceram ou evoluíram da mesma forma”.

     

    Matéria publicada no site de Abílio Diniz por Mariana Teodoro em 20/07/2011