• 25 out 16

Amante sofre!

Não escolhemos por quem vamos nos apaixonar e as mulheres, ao menos quando são crianças, sonham em encontrar o príncipe encantado.

Por: Olga Tessari
  • Amante sofre!

     

    Amante sofre! 

     

    Entrevista com Olga Tessari

     

    O outro lado da história

    Não escolhemos por quem vamos nos apaixonar e as mulheres, ao menos quando são crianças, sonham em encontrar o príncipe encantado. Elas idealizam o homem perfeito e todas as qualidades que precisam ter e, quando menos esperam, se apaixonam, porém algumas delas caem de amores por aquele que não podem ter.

    Mesmo sabendo que ele já está comprometido, elas topam ser a outra. Esse tipo de relacionamento, muitas vezes, deixa feridas, não apenas na pessoa traída, mas na própria amante. Se apaixonar por um homem comprometido pode acontecer com qualquer uma, porém algumas mulheres só se apaixonam por eles. Por que isso acontece?

    Segundo a psicóloga Olga Tessari, há vários motivos: carência, necessidade de afeto e atenção, entre outras coisas. “Ela acredita não ser capaz de encontrar outro homem como ele, pois vê nele o ideal de homem que ela tanto busca”, disse. Mas ela também pode procurar um homem casado justamente por não querer um relacionamento sério. “Ela não quer se casar e ter toda a rotina e cobrança que existe no casamento.”

    Há também mulheres que se envolvem com homens aparentemente bem casados pelo simples fato de elas quererem destruir o relacionamento dele. “Elas sentem prazer em destruir o casamento e a felicidade do casal.”

    No geral, a outra tem vontade de se tornar a oficial. “O sonho de toda mulher é ter um homem só para ela”, afirmou a Dra. Olga Tessari. “No fundo todas as amantes têm a esperança de se tornarem exclusivas e, mais do que isso, oficiais”, completou.

    Porém, quando se tornam oficiais, algumas perdem o interesse. Na maioria dos casos, isso acontece quando a mulher não estava à procura de um compromisso sério, e sim de um passatempo, uma diversão. Algumas, por terem baixa autoestima, também acabam não querendo mais nada com o parceiro quando se tornam a oficial. “Elas podem ficar inseguras e perder o interesse ao considerar que seu parceiro pode vir a procurar uma amante, repetindo com ela o que fez com a antiga parceira”, explicou. “Outras podem perder o interesse por se sentirem culpadas de terem destruído o casamento dele.”

    Para a psicóloga, manter um relacionamento com um homem comprometido é ter uma relação pela metade. “É um relacionamento com dia e hora marcados para acontecer, não é algo natural em que ele possa ser procurado a qualquer momento e ela não pode estar com ele em qualquer lugar a qualquer hora”, disse. “É um relacionamento que traz mais sofrimento do que alegrias.”

    Os homens não costumam mentir para suas amantes, mas sim para as esposas. Segundo a Dra. Olga, eles fazem falsas promessas apenas quando percebem que a amante quer terminar o relacionamento. “Ele diz que vai se separar, que ela é a mulher da vida dele, que está com a esposa apenas por causa dos filhos ou então inventa que a esposa está muito doente e, por isso, ainda não se separou”, disse.

    Seja qual for o caso, a mulher que aceita ser a amante precisa entender e aceitar as limitações desse tipo de relacionamento. “Ela corre o risco de ver sua autoestima ruir.” Tanto a amante quanto a oficial acabam sofrendo com isso. “O sofrimento é proporcional à expectativa que elas têm em relação ao homem”, disse. “Se a amante acredita nas promessas, é porque deseja ficar com ele a todo custo, e a esposa pensa que fez tudo por esse homem porque o ama e se sente apunhalada pelas costas.”

    Olga Inês Tessari é psicóloga e psicoterapeuta
    Site: www.olgatessari.com
    Consultório em São Paulo/SP
    Atendimento também pela internet

    Matéria publicada no site Transanet por Denise Ushisima -Julho/2007

    Siga o canal de Olga Tessari no Youtube

    Siga Olga Tessari nas redes sociais: FacebookInstagram Youtube