• 06 jan 17

Bebê, casal e conflitos

A chegada dos filhos promove mudanças na relação do casal: como evitar conflitos?

Por: Olga Tessari
  • Bebê, casal e conflitos

    Bebê, casal e conflitos: como ter uma relação à prova de bebês? 

    Entrevista com © Dra Olga Tessari

     

    Estudos apontam que 70% das novas mães se sentem menos felizes no casamento durante o primeiro ano de vida do bebê

    Mesmo que planejada, a chegada de um filho pode soar como uma “bomba” na vida de um casal se os dois não estiverem em sintonia.

    As autoras do livro “Casamento à Prova de Bebês”, Stacie Cockrell, Cathy O’Neill e Julia Stone, ressaltam que estudos apontam que até 70% das novas mães se dizem menos felizes em seus casamentos no primeiro ano de vida do bebê. Essa decepção, segundo as escritoras, tem origem na expectativa das mulheres de que seus maridos tenham os mesmos sentimentos e preocupações que elas em relação ao filho.

    O psicólogo Adriano Jardim orienta que, primeiramente, marido e mulher “cimentem” a relação. “É importante que o casal esteja fortalecido, crie laços e um ambiente saudável para o crescimento de uma criança”. Ele afirma que o filho deve ser motivação. “Dificilmente um filho melhora relação. Ou fica como está ou piora”, pondera o psicólogo.

    Além das privações de sono que uma criança traz, todos os rombos nas finanças do casal e a falta de tempo para o sexo, há o seguinte problema: como ficam as responsabilidades e os cuidados com a criança? Isso porque a falta de uma simples fralda descartável pode render brigas homéricas.

    Para superar essa fase sem grandes estragos, as especialistas indicam bom humor, generosidade e ajuda mútua. A psicóloga e escritora Olga Inês Tessari orienta o casal a separar momentos para alimentar a relação. “Eles devem sair pelo menos uma vez por semana para namorarem sozinhos”.

     

    Matéria publicada no Jornal A Tribuna ES em 02/10/2011