• 27 fev 17

Mulher traída vira uma fera!

É comum a mulher traída agir de forma impulsiva quando descobre uma traição.

Por: Olga Tessari
  • Mulher traída vira uma fera!

     

    Mulher traída corre risco de ter de indenizar ex-amiga

     

    Advogada expôs na internet a intimidade da amante de seu marido

     

    Entrevista com © Dra Olga Inês Tessari

    A atitude da advogada Vivian Oliveira, de 34 anos, de colocar na internet um vídeo mostrando o confronto entre ela e a ex-melhor amiga — e recém descoberta amante de seu marido —, em Sorocaba, interior, pode sair caro para ela. Segundo o advogado Rui Celso Reali Fragoso, a exposição pública de sua intimidade dá a Juliana Cordeiro, de 37 anos, o direito entrar na Justiça com ação de indenização contra Vivian, por danos morais.

    Reali Fragoso diz que o certo seria Vivian ter proposto ação de separação litigiosa (à revelia) contra o marido, mas jamais expor a vida íntima do casal. “É uma vingança que só causa prejuízo. Não é porque o sangue está fervendo que se pode tomar uma atitude extrema. Se só o emocional valesse, não precisaria haver juiz nem advogado.”

    Segundo Reali Fragoso, o marido de Juliana também pode pedir indenização a Vivian porque, indiretamente, ela o expôs. Embora adultério não seja mais crime hoje, a lei obriga, em separação litigiosa, que o marido pague pensão à mulher traída caso ela necessite. A briga por causa de traição, vista na internet, chegou a ser discutida em um encontro de psicólogos, no último fim de semana, na região de Sorocaba. “A frieza da advogada, de usar uma câmera escondida para gravar a briga, só revela que ela já não está tão envolvida emocionalmente com o marido como parece e que o casamento estava por um fio”, diz a psicóloga e escritora Olga Tessari.

    Segundo Olga Tessari, muitos motivos podem ter levado Juliana a trair a ex-melhor amiga, inclusive inveja e desejo de ser igual a ela. Mas também Juliana pode ter se encantado com o marido da advogada pela facilidade de estar próxima. “Geralmente, quando isso ocorre, é porque um deles, ou os dois, não estão felizes no casamento”, explica.

     

    Marido vai à Justiça para retirar as imagens da web

    O marido de Juliana Cordeiro, Fábio Cordeiro, vai recorrer à Justiça para tentar impedir que a gravação continue a ser exibida na internet. Mas, segundo o presidente da Comissão de Direito Eletrônico e Novas Tecnologias da seção de Sorocaba Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), José Carlos Francisco Filho, isso é uma tarefa “impossível”.

    “A Justiça pode definir que as imagens sejam retiradas de um determinado site, mas o problema está em encontrar todos os outros em que o vídeo está hospedado. As pessoas salvam o arquivo em seus computadores e o espalham como querem, por e-mail”, explica o advogado. Francisco Filho cita o exemplo de sites que publicam fotos de pedofilia. “É muito complicado encontrar responsáveis, ainda mais porque muitos sites estão hospedados em provedores internacionais”, observa.

    Segundo o advogado, a autora do vídeo, Vivian Oliveira, pode responder por divulgar imagem sem autorização. Francisco Filho explica que, por fazer parte das cenas, ela até poderia filmar a ex-amiga sem avisá-la, mas jamais poderia veicular isso.

     

    Premeditação

    “Ela agiu de maneira premeditada, preparando o ambiente e divulgando o vídeo, por isso não há como dizer que foi algo impulsivo”, observa. A gravação, porém, segundo o advogado, pode servir de atenuante para o fato de Vivian ter agredido Juliana. “Um juiz poderia entender que ela agiu sob forte emoção.”

    José Carlos afirma que, para tirar benefício dos indícios conseguidos ao longo de um ano de apuração, a advogada teria que provar que obteve as informações de maneira lícita. “Se estes emails foram conseguidos com a ajuda um especialista que invadiu os computadores dos envolvidos, perderiam o efeito legal.”

    Vivian diz que agiu de maneira legal, por ter acesso ao computador do marido.

     

    Matéria publicada no Diário de São Paulo por Cristina Christiano em 07/07/2010