• 21 jan 17

Quem ama, trai?

Há muitos casos onde, mesmo com a traição, ainda existe amor. Entenda!

Por: Olga Tessari
  • Quem ama, trai?

    Por que quem diz que ama também trai?

    Entrevista com © Dra Olga Tessari

     

    Traição!

    Um dos motivos que mais causa a separação de casais é a traição. Mas nem sempre ela vem acompanhada do fim do amor ao parceiro. Segundo especialistas, há diversos casos em que – na maioria das vezes o homem trai a mulher, mas diz amá-la e não quer a separação.

    Quem não lembra, por exemplo, do personagem de Edson Celulari, Glauco, na novela da Globo América. Apesar de ter um caso com Nina (Cissa Guimarães) há anos, ele ficava desesperado quando sua mulher Haydée (Christiane Torloni) pedia o divórcio. Fazia juras de amor, salvava o casamento e, logo depois, já estava nos braços da amante novamente.

    Sheila Morello, 26 anos, passou pela mesma situação, na vida real. Seu namorado, Gustavo, traiu-a com a ex-namorada, além de colecionar um sem número de cantadas em trocas de e-mails e torpedos com várias garotas. Após um período de frustração, angústia e tristeza, ela resolveu pôr um fim na relação. Ele chorou, disse que a amava, que não queria perdê-la e que faria de tudo para que continuassem juntos.

    Por que acontece isso? Nessas situações, a pessoa que trai realmente ama o parceiro? “Primeiro, tem que separar o homem da mulher. Eles conseguem separar melhor o amor da atração física. Às vezes, traem só pelo prazer da conquista, para provar aos amigos que podem”, diz a psicóloga e psicoterapeuta Olga Inês Tessari.

    Mas não é tão simples – e machista assim. O número de mulheres que traem seus parceiros também é grande e tem se multiplicado nos consultórios. “As pessoas buscam um ser ideal, um príncipe encantado. Mas nem sempre conseguem juntar tudo o que procuram em uma única pessoa. Se o relacionamento não foi construído com base no diálogo, a pessoa começa a procurar em outras pessoas aquilo que sente falta no parceiro”, completa Tessari.

     

    É possível evitar a traição?

    A opinião dos especialistas é: “cada caso é um caso”. Há os homens que traem por machismo, para disputar com amigos, para reforçar a masculinidade. Em outros casos, a motivação é o tesão, tanto em homens quanto em mulheres. Pode ser ainda a busca pelo parceiro perfeito, por aquilo que não encontra no marido ou mulher.

    “Não é possível evitar a traição. Vai trancar a pessoa no armário? Não adianta ficar controlando, ligando a toda hora, porque se alguém quiser trair, mesmo assim vai encontrar uma brecha. A única forma de evitar a traição é manter a melhor relação possível com seu parceiro, para que ele não tenha essa vontade”, aconselha o médico especialista em comportamento Élson Mota.

    O princípio básico para uma união feliz é que a fidelidade não deve ser uma obrigação, mas uma opção. “A pessoa tem que ser fiel por escolha própria, porque quer dedicar seu amor a uma pessoa. Isso já cria uma sensação de liberdade: ela é fiel porque quer, não porque é obrigada”, diz Mota.

    A psicóloga e psicoterapeuta Olga Inês Tessari cita o fim do romantismo como uma das razões para a traição, tanto de homens quanto de mulheres. “No começo, tudo é um clima maravilhoso de conquista, romance. Depois que a conquista é confirmada, parece que, para muitos casais, o romance deixa de ser importante.” Ela explica que essa situação gera insegurança. “No início, por exemplo, a mulher usa uma lingerie toda sensual. Depois que casa, veste uma camisola furada. O parceiro pensa: ‘ela não gosta mais de mim’ e vai buscar outra pessoa, o que também é um erro. Tem que haver conversa, questionamento.”

     

    Matéria publicada na Tribuna do Interior em 14/02/2006 – 17:02