• 01 fev 17

Viva em harmonia: perdoe!

Mesmo que você tenha razão, perdoar pode evitar uma vida de mágoas e ressentimentos.

Por: Olga Tessari
  • Viva em harmonia – Perdoe!

    Para viver em harmonia: faça a sua parte e dê uma ajudinha para o perdão

     

     

    Viva em Harmonia – Perdoe!

     

    Mostre seu arrependimento

     

    Em Paraíso Tropical, Neli, depois de enganar marido e filha, acabou abandonada pelos dois. Percebeu os próprios erros, se arrependeu e mudou o jeito de agir, mesmo sem saber se seria perdoada.

     

    Entrevista com © Dra Olga Inês Tessari

    A lição: Segundo o livro Como Posso te Perdoar?, é preciso mostrar à pessoa que foi magoada o quanto você realmente sente pelo que fez. Só assim conseguirá abrir uma brecha para alcançar o perdão.

     

    Escolha ser feliz em vez de ter razão

    Pense na cena: por ciúme, o marido impede a mulher de trabalhar fora. Quando ela decide encarar o mercado, só arruma vagas mal pagas por falta de experiência. Orgulhoso, ele não admite sua culpa. Vale a pena ficar discutindo pra ver quem tinha razão?

    A lição:  Mesmo que você tenha razão numa discussão, o perdão pode ser a diferença entre a felicidade e uma vida amargurada. Nada melhor do que escolher ser feliz!

     

    Não pense em vingança

    Se, depois de ser traída, uma mulher resolve dar o troco no marido e fica com o primeiro homem que aparece e faz o companheiro saber, ela vai se sentir mais ferida.

    A lição: Pensar em vingança só aumenta a ferida. Jesus Cristo disse: “Não façais nada contra quem vos ofende. Se alguém lhe der um tapa na face direita, ofereça-lhe a outra.”

     

    Agarrar-se à raiva não muda o passado

    Pense numa mãe que, abandonada pelo marido, ensina os filhos a odiá-lo. Mas isso não a faz sentir-se melhor. Sempre que vi o ex-companheiro, sofria porque gostava dele, apesar de não perdoá-lo.

    A lição: De acordo com Buda: “Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente para atirá-lo em alguém. Mas quem levanta a pedra é sempre quem mais se queima”.

     

    Divida a dor com outras pessoas

    Imagine: filha se afasta do pai após ele se casar de novo e ter outros filhos. Ela tem medo de que ele não a ame mais, mas não diz isso a ninguém. Enquanto isso, ele acha que ela não o perdoa por ter se separado da mãe dela. E, assim, ambos sofrem em silêncio.

    A lição: Segundo o livro Como Posso te Perdoar?, conversar com alguém que esteja de fora da situação, mas em quem você confie, ajuda a clarear as idéias. E isso pode tornar muito mais fácil alcançar o perdão.

     

    Coloque-se no lugar do outro

    Certo dia, uma cabeleireira percebeu a falta de dinheiro em sua bolsa e descobriu que sua colega a havia roubado. Ofendida, falou poucas e boas para a outra na frente de todos. Dias depois, descobriu que a filha da colega, doente, precisava de remédio bem caro.

    A lição: “Às vezes, é preciso trocar de lado com o ofensor para entender os motivos que o levaram a agredi-la. Isso não é fácil, mas ajuda a alcançar o perdão”, explica a psicóloga Olga Tessari.

     

    Matéria publicada na Revista Ana Maria – Edição 571 por Lorena Verli em17/09/2007