A força dos idosos

A força dos idosos

A força dos idosos

Brasileiros mostram sua força na 3ª idade

Entrevista com Dra Olga Tessari

Idosos no Brasil sofrem

Para o brasileiro, chegar à 3ª Idade nem sempre é uma conquista da vida. Isso porque grande maioria é colocada na margem da sociedade e todas as portas se fecham.

Uma pessoa que passa dos 50 anos de idade, sente a dor do desprezo e, consequentemente, surgem os problemas causados por isso como o isolamento, a depressão, o desânimo…

Isso faz com que muitos idosos brasileiros se sintam perdidos e até inúteis, porque acreditam que já cumpriram as suas obrigações e não há mais nada a fazer, embora tenham muito o que ensinar pela própria experiência de vida que eles têm!

“A mulher não precisa mais cuidar dos filhos, o homem não é mais o responsável pelo sustento da família. As pessoas passam a vida em função de um determinado objetivo e, quando ele é alcançado, elas passam a acreditar que não são mais produtivas” afirma a psicóloga Olga Inês Tessari, especialista em terceira idade.

A força dos idosos nos EUA

Ao contrário do que acontece no Brasil, os brasileiros que chegam à terceira idade nos Estados Unidos, se sentem mais úteis. As leis que defendem esta categoria da vida fazem com que uma pessoa passe sua idade idosa gozando de respeito e oportunidades e demonstra a força dos idosos.

É o caso da baiana Maria Cândida Feitosa, 54 anos de idade. Natural da cidade de Açu da Torre, ela veio para os Estados Unidos quando tinha 48 anos. “Eu me sentia desprezada pela sociedade em que viva e pelos meus próprios familiares”, fala salientando que a mudança para este país foi a maior transformação de sua vida.

Morando na cidade de Cambrigde-Massachusetts, ela já passou por diversos restaurantes, trabalhando como cozinheira.

“O mais interessante é que nunca fiquei desempregada e com o dinheiro que estou ganhando, consegui comprar uma casa para meus filhos, uma chácara e um carro”, fala salientando que ficará mais um ano nos EUA “até pagar as prestações de um outro veículo”.

Atualmente ela produz, em sua casa, doces e salgados para algumas padarias, entre elas duas americanas. “Eu não me sinto com 56 anos”, conclui.

Outro que descobriu uma nova vida foi o mineiro José Carlos. Ele está às vesperas de completar 52 anos de idade e afirma estar se sentindo um “garotão de 25 anos”. Tendo chegado aos EUA há quatro anos, já trabalhou em companhias de “roof” e jardinagem.

Da cidade de Chonin de Baixo, Carlos se diz sabedor de que no Brasil jamais teria oportunidade devido sua idade avançada. “Aqui a gente se sente útil e não somos obrigados a chegar na velhice jogando damas em pracinhas”, acrescenta.

Apesar de que os cientistas afirmam que a 3ª Idade começa a partir dos 65 anos de idade, no Brasil quem passa dos 45 já começa a ser colocado de lado, no quesito oportunidade de trabalho. “Aqui nos Estados Unidos eu tenho certeza que se chegar aos 65 terei meu emprego e minha vida normal”, conclui.

Na região de Boston, a Massachusetts Alliance Portuguese Speakers-MAPS vem realizando um importante papel no sentindo de manter reintegrado à sociedade as pessoas que chegam na 3ª idade e por algum motivo se sentem marginalizados. Atividades culturais, sociais e físicas são desenvolvidas no local.

Os interessados em saber mais informações podem entrar em contato através do telefone 617-864-7600.

Matéria publicada no Jornal Brazilian Times de Massachusets, USA em setembro/2006

159

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Um livro para todos aqueles que sofrem com seus medos, ansiedade, estresse, timidez, etc.

Leia o livro Amor X Dor: caminhos para um relacionamento feliz!

Leia o livro Amor X Dor

Um livro que aponta caminhos para ter e/ou manter um relacionamento feliz pela vida afora!

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Linkedin

Olga Tessari

Olga Tessari, Psicóloga (CRP06/19571), formada pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisa e atua com novas abordagens da Psicologia Clínica, em busca de resultados rápidos, efetivos e eficazes, voltados para uma vida plena e feliz. Ama o que faz e segue estudando muito, com várias especializações na área. Também é escritora, autora de 2 livros e coautora de muitos outros. Realiza cursos, palestras e workshops pelo Brasil inteiro, apontando caminhos para ser feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *