Diga não!

Diga não

Diga não!

‘Minha resposta é não’

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Youtube – Facebook – Instagram – Twitter – Linkedin

Entrevista com Olga Tessari

INSISTENTE: Ele não aceita um “não” como resposta? Seja ainda mais firme!

Está difícil fazê-lo entender que você realmente não está interessada?

Saiba como despachar este mala da sua vida de vez

Seja um ex-amor ou um paquera que não desiste, alguns homens parecem possuir o poder de nos tirar do sério – no mau sentido! E, pior, conseguem a façanha de fazê-lo a partir de uma das coisas de que mais gostamos: ser cortejadas.

“Um homem insistente tem todo o direito de querer conquistar aquela que ele acredita que será boa para ele. Cabe à mulher deixar claro que não tem interesse”, explica a psicóloga Olga Tessari, de São Paulo.

Diga não! Como fazer isto?

Sendo o mais direta possível. Táticas de aproximação como chantagem emocional, agrados e muita conversa fiada serão usadas, mas seja firme; fria, se necessário. Afinal, o principal você já disse: a resposta é não!

As frases certas

Não basta dispensá-lo, é preciso convencê-lo de que você de fato não está interessada: diga não com todas as letras!

“É comum ficarmos com receio de magoar a pessoa, mas, neste caso, a negativa deve ser clara e direta”, explica a psicóloga Olga Tessari. Portanto, não se deixe amolecer por aquele olhar de cachorro pidão e pelas gentilezas sem fim: respire fundo e deixe claro que você não quer, diga não!

Qual é o limite?

Insistência é uma coisa, obsessão, outra. Caso o moço ignore completamente suas negativas e comece a importuná-la cada vez mais, talvez seja hora de procurar ajuda – para você e para ele.

“Quando os convites e as ligações se tornam muito frequentes ou mesmo se a pessoa passa a interferir diretamente no seu dia-a-dia, atrapalhando seus outros relacionamentos e importunando as pessoas com as quais você convive, o problema não é mais comportamental, mas patológico. Neste caso, a vítima deve alertar os amigos e parentes do dispensado sobre o que está acontecendo o quanto antes”, adverte a psicóloga Olga Tessari.

Não caia nessa! Diga não!

Chantagem emocional

Sabe aquela conversa de que você mudou, está mais fria e agindo como se ele fosse um desconhecido? Pois bem, isto se chama chantagem emocional e é mera – e patética – tentativa de manipulá-la. “Destacando a suposta crueldade da pessoa, o dispensado tenta, na verdade, fazer com que ela se sinta culpada e reavalie sua decisão”, explica Olga Tessari.

Apenas bons amigos

“São raros os casais que continuam amigos depois da separação. Aliás, a primeira reação é se afastar, mesmo porque manter o contato com a outra pessoa tende a causar certa tristeza e sofrimento”, diz a psicóloga Olga Tessari.

Portanto, se ele não está com raiva, chateado e confuso, mas – ao contrário – age como se nada tivesse acontecido, cuidado: o moço não quer só ser seu amigo…

Agrados e favores

Você nunca o viu tão prestativo! Até parece que agradá-la tornou-se prioridade na vida do rapaz. Tudo bem que é difícil abrir mão desse repentino tratamento VIP, mas é preciso dar um basta no gato.

Não se sinta a pior pessoa do mundo por recusar agrados (sim, isto significa dizer “não, obrigada” quando ele se oferecer para levá-la até a casa da sua mãe no interior). Só assim ele perceberá que seu afeto independe de presentes e regalias.

Como se livrar de um homem insistente?

*dicas da psicóloga Olga Tessari

“Quero ser apenas sua amiga”

Você diz: “Gosto muito de você, mas quero ficar sozinha”
Ele entende: “Gosto de você, quero ficar sozinha agora, mas mais tarde pode ser que dê certo”
Prefira: “Gosto muito de você, mas como amigo e nada mais”
Ele rebate: “Seremos amigos, então!”
Seja firme: “Se eu perceber segundas intenções, nossa relação acaba imediatamente”

“Estou confusa”

Você diz: “Estou confusa”
Ele entende: “Estou confusa, preciso que você me convença que fomos feitos um para o outro”
Prefira: “Estou confusa, preciso de tempo e gostaria que você respeitasse minha decisão”
Ele rebate: “Tudo bem, espero o tempo que for”
Seja firme: “Não posso garantir que ficaremos juntos, portanto não me espere”

“Decidi dar um tempo”

Você diz: “Acho que não deveríamos nos ver por algum tempo”
Ele entende: “É difícil quando estamos juntos porque cultivo sentimentos por você”
Prefira: “Não quero alimentar suas esperanças e sinto-me sufocada”
Ele rebate: “Por que está sendo fria? Não gosta de mim?”
Seja firme: “Estou sendo sincera. Um dia entenderá minha decisão”

“Não quero sair com você”

Você diz: “Não posso sair com você porque estarei ocupada nesse dia”
Ele entende: “Não posso sair com você, estarei ocupada, quem sabe semana que vem?”
Prefira: “Espero que não fique chateado, mas não quero sair com você”
Ele rebate: “Por quê? O que eu fiz de errado?”
Seja firme: “Você não fez nada de errado, eu simplesmente não estou interessada”

Matéria publicada na Revista Vivia Mais, por Paula Aftimus, edição 388

334

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Um livro para todos aqueles que sofrem com seus medos, ansiedade, estresse, timidez, etc.

Leia o livro Amor X Dor: caminhos para um relacionamento feliz!

Leia o livro Amor X Dor

Um livro que aponta caminhos para ter e/ou manter um relacionamento feliz pela vida afora!

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Youtube – Facebook – Instagram – Twitter – Linkedin

Olga Tessari

Olga Tessari, Psicóloga (CRP06/19571), formada pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisa e atua com novas abordagens da Psicologia Clínica, em busca de resultados rápidos, efetivos e eficazes, voltados para uma vida plena e feliz. Ama o que faz e segue estudando muito, com várias especializações na área. Também é escritora, autora de 2 livros e coautora de muitos outros. Realiza cursos, palestras e workshops pelo Brasil inteiro. E ela segue atendendo em seu consultório ou de forma online (pela internet) adolescentes, adultos, pais, casais e famílias inteiras que buscam, junto com ela, caminhos para serem felizes, cada um com sua própria definição do que é felicidade!