Nervosa no trânsito

Nervosa no trânsito

Nervosa no trânsito

Minha mãe é muito nervosa no trânsito, o que eu faço?

Entrevista com Olga Tessari

Pergunta de uma seguidora do Site Penélope

“Minha mãe é muito nervosa no trânsito, buzina e xinga os outros motoristas. Mal um carro aparece para virar e ela já fica brava. O que eu faço? É horrível andar com ela!” Mariane.

Olá, Mariane! Conversamos com a psicóloga e psicoterapeuta Olga Tessari para ajudá-la a encontrar uma solução para esta situação complicada.

Nervosa no trânsito

Para a psicóloga, é bem provável que a sua mãe esteja passando por problemas pessoais em casa ou no trabalho e desconte isso sendo agressiva no trânsito:

“É difícil ouvirmos relatos de mães nervosas assim no trânsito. Normalmente, são os pais que agem dessa maneira. Ela não está bem. Certamente, deve estar estressada, sobrecarregada de trabalho e outras tarefas”, disse Olga Tessari.

Tente se aproximar da sua mãe com um bom diálogo.

“Ao invés vez de dizer ‘Mãe, não grite!’ quando ela estiver brava no trânsito, tente falar com ela fora do carro e descobrir o que a está deixando tão irritada”, aconselha Olga Tessari.

Na hora de pegar o carro, é importante que sua mãe esteja tranquila e, se possível, já tenha conseguido dar um jeito nos problemas que a incomodam. Assim, será mais fácil ela não brigar no trânsito.

Outra dica da psicóloga para tentar acalmar sua mãe é que você a ajude a relaxar dentro do carro.

“Coloque uma música que ela gosta, converse sobre assuntos agradáveis, conte uma história que aconteceu na escola, comente um filme que você assistiu e gostou”, recomenda Olga Tessari. Dessa forma, ela se distrairá e ficará menos tensa.

Se nada disso funcionar e sua mãe tiver um ataque de fúria ao volante, mostre para ela com jeitinho como ser brigona no trânsito é ridículo e perigoso.

A psicóloga ainda dá algumas sugestões de frases que podem fazer sua mãe se tocar e dar um basta nesse “papelão”. Você pode dizer algo como:

“Nossa, mãe, você está nervosa. Que coisa ridícula!” ou “Mãe, desse jeito você está só provocando os outros motoristas, está brigando à toa. Não vê que o trânsito não vai melhorar por causa dos seus chiliques?”, disse Olga Tessari.

Apesar de todo seu esforço, pode ser que a sua mãe não dê ouvidos aos seus conselhos. Não se culpe se isso acontecer, pois esse comportamento é natural:

“Para os pais, os filhos não crescem nunca, independente da idade que tenham. Mesmo que você não seja tão novinha (Mariane não nos escreveu quantos anos tem), pode ser que ela não leve em conta seus conselhos”, explica a psicóloga.

Serviço

Olga Tessari – psicóloga e psicoterapeuta – Site: www.ajudaemocional.com

Matéria publicada no Site da Penélope por Marisa Franco em 30/11/05

201

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Um livro para todos aqueles que sofrem com seus medos, ansiedade, estresse, timidez, etc.

Leia o livro Amor X Dor: caminhos para um relacionamento feliz!

Leia o livro Amor X Dor

Um livro que aponta caminhos para ter e/ou manter um relacionamento feliz pela vida afora!

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Linkedin

Olga Tessari

Olga Tessari, Psicóloga (CRP06/19571), formada pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisa e atua com novas abordagens da Psicologia Clínica, em busca de resultados rápidos, efetivos e eficazes, voltados para uma vida plena e feliz. Ama o que faz e segue estudando muito, com várias especializações na área. Também é escritora, autora de 2 livros e coautora de muitos outros. Realiza cursos, palestras e workshops pelo Brasil inteiro. E ela segue atendendo em seu consultório ou de forma online (pela internet) adolescentes, adultos, pais, casais e famílias inteiras que buscam, junto com ela, caminhos para serem felizes, cada um com sua própria definição do que é felicidade!

Deixe um comentário