Diferenças entre o casal

Diferenças entre o casal

Diferenças entre o casal

As diferenças entre o casal: como lidar?

Entrevista com © Dra Olga Tessari

As diferenças entre o casal são …

1) De idade

Essa questão sempre pesa mesmo. Menino mais novo costuma ser motivo de zoeira entre a turma. Já se ele for mais velho, seus pais são bem capazes de ficar de cabelo em pé com a situação.

O que fazer?

Com a turma: por mais que os amigos sejam mega importantes, não dá pra viver em função deles, querendo agradar ou agir da forma que eles acham legal. Se o carinha faz você pisar nas nuvens, seus amigos precisam entender que você está feliz e aceitar… sem zoeira!

Com os pais: brigar e espernear para eles aceitarem é a pior das hipóteses. Pra evitar qualquer generalização de que cara-muito-mais-velho-é-um-perigo, o melhor é falar das qualidades dele e apresentar seu namô aos seus pais. Lembre-se de que, se eles pegam no seu pé, é sempre pelo seu bem.

2) De popularidade

Estar junto com um menino que conhece todo mundo e mais um pouco lhe dá a chance de ganhar amigos novos, além de ser admirada pela galera, já que você conquistou “o” cara. Mas também pode dar uma insegurança doida se sua auto-estima pifar e deixá-la achando que qualquer menina mais pop vai roubar o garoto…

O que fazer?

Ele arrasa: se você ficar insegura com o carinha, precisa colocar na cabeça que ele a escolheu. Pelo jeito, o garoto viu várias qualidades que você mal se ligou que tem. É complicado, mas concentre-se mais em vocês dois e desencane do resto do mundo. Você arrasa: colocar-se no lugar do garoto é fundamental nessa situação. Imagine só se você estivesse no meio de uma rodinha, super boiando no meio da conversa da galera. Chato, né? Apresentar o garoto e incluí-lo nas piadinhas da turma já é um bom começo. Depois disso, as coisas vão fluindo automaticamente.

3) De grana

Nesse caso, o maior problema (quando a diferença é muito grande) é que vocês talvez não possam fazer sempre os mesmos programas, como aquela balada cara. A parte boa é que sempre existem os lugares que divertem os dois.

O que fazer?

Ele tem mais $: não vale ficar sem graça na frente do carinha nem tentar mostrar que você tem o que não tem. O garoto provavelmente já sacou as diferenças e o fato de estar com você já é uma prova de que ele não liga pra isso. Então, nada de se sentir a última das criaturas. Para a psicóloga Olga Inês Tessari, é preciso “entender que o garoto está com você pelo que é, não pelo dinheiro que tem”.

Você tem mais $: se apaixonar por um menino que não é do mesmo nível social que você é sinal de que você não se importa com isso e sabe que o que conta é o caráter. Já se seus pais encanarem, cabe a você explicar que o carinha é estudioso e quer super progredir. O medo dos seus pais é explicável, conforme diz a psicóloga, “eles acham que você pode sofrer provações e sofrimentos no futuro por conta da falta de dinheiro”.

Pense melhor…

Bater de frente com seus pais nunca é a melhor solução para fazê-los aceitar seu romance. Conversar até cansar (sem gritar, hein!) vai fazê-los perceber que você é madura.

As diferenças são legais e fazem as pessoas conhecerem outros horizontes.

Mesmo que o comecinho seja difícil, um pouco de esforço e paciência vai compensar mais tarde!

“Vocês riem de mim por eu ser diferente e eu rio de vocês por serem todos iguais”. Bob Marley

Consultoria: Olga Tessari, psicóloga e psicoterapeuta

Matéria publicada na Revista Toda Teen por Mariana Scherma em 26/11/2009

id119

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Leia o livro Dirija sua vida sem medo

Um livro para todos aqueles que sofrem com seus medos, ansiedade, estresse, timidez, etc.

Leia o livro Amor X Dor: caminhos para um relacionamento feliz!

Leia o livro Amor X Dor

Um livro que aponta caminhos para ter e/ou manter um relacionamento feliz pela vida afora!

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Youtube – Facebook – Instagram – Twitter – Linkedin

AVISO! É proibida a cópia ou reprodução parcial/integral do conteúdo desse site em qualquer formato e em qualquer lugar, seja para uso comercial ou não, editorial, impresso, canal, blog, site ou rede social. Para compartilhar, use o link ou os botões de compartilhamento. A cópia sem autorização é crime sujeito às penas da lei: não seja o próximo a ser processado judicialmente! (Inciso I Artigo 29 – Lei 9610/98). Solicite sua autorização: clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *