Opressão ao volante

Opressão ao volante

Opressão ao volante

Trânsito caótico, engarrafamentos, violência, entre outros problemas, transformam o ato de dirigir em um desafio psicológico para muitas pessoas

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Youtube – Facebook – Instagram – Twitter – Linkedin

Entrevista com Olga Tessari

Opressão ao volante

A vida moderna exige que saibamos fazer um pouco de tudo. E hoje em dia guiar um automóvel tornou-se praticamente obrigatório. Mas, infelizmente, algumas pessoas têm um medo incontrolável só de se imaginar na direção de um carro. “É uma opressão ao volante”, disse Lola Andrade, que sofre com esse medo.

“O surgimento desse medo não tem um momento específico, geralmente ele aparece quando o indivíduo se vê obrigado a executar a função e está ligado diretamente ao perfil de personalidade”, diz a psicóloga e psicoterapeuta Olga Tessari.

Quem desenvolve esse medo tem um elevado grau de ansiedade só de pensar em dirigir. Os sintomas mais comuns são taquicardia, suores, tremores, falta de ar, enjoos, boca seca, incapacidade de pensar corretamente, ou seja, um alto grau de insegurança. A sensação de opressão ao volante paralisa a pessoa.

Com o tempo, o indivíduo cria mecanismos para se livrar do transtorno, inventando desculpas e até convencendo outros, mas não a si mesmo. “Tive uma paciente que todas as vezes que seu marido pedia a ela para dirigir, fazia de tudo para se atrasar e ter de optar pelo ônibus”, lembra dra. Olga Tessari.

O fato de essas pessoas terem ao seu lado parentes muito críticos, ajuda no desenvolvimento desse medo e dessa sensação de opressão ao volante. Alguns perfis comuns entre os que sofrem desse pânico são os muito perfeccionistas, os que não admitem ser criticados, os bem- sucedidos no trabalho, e os que têm uma auto exigência muito elevada.

Quando o medo chega ao ponto de impedir de realizar uma tarefa, é importante que o indivíduo procure um profissional para ajudá-lo. Um dos métodos mais eficazes é a psicoterapia em grupo, em que são trabalhadas a autoestima, confiança e segurança. O objetivo é tentar fazer a pessoa entender que é capaz de vencer o seu medo.

Ponta do iceberg

Para a psicóloga, o medo de dirigir é apenas a ponta de um iceberg que deixa claro a necessidade de procurar atendimento especializado:

“É como uma dor de cabeça: quando ela surge você toma um remédio, mas não procura a sua causa, da mesma maneira, o medo da direção acaba chegando a um ponto que só um acompanhamento psicológico ajudará”, afirma a dra. Olga Tessari.

A psicóloga conta que teve uma paciente que chegou a fazer 120 aulas de direção, deixando claro que o problema não estava no controle do carro.

Para ajudar pessoas com esses sintomas, a concessionária Dutra Veículos, da Chevrolet, iniciou um projeto em parceira com a dra. Olga Tessari chamado “Dirija sua própria vida sem medos”, com o objetivo de detectar os sintomas, descobrir as causas e viabilizar tratamento aos portadores de distúrbios e fobias ligados ao ato de conduzir um veículo. *

*ATENÇÃO: O projeto com a concessionária foi encerrado em 2006. Olga Tessari continua realizando esse trabalho em seu consultório.

Para obter mais informações sobre o programa, acesse o site da dra. Olga, que trabalha com esse tipo de problema desde 1984 (www.olgatessari.com).

Medos mais comuns:

· parar o carro em uma rampa e ele recuar e bater em outro veículo;

· deixar o carro morrer;

· achar que não será capaz de manobrar e estacionar o carro corretamente;

· trocar de pista;

· bater o próprio carro ou causar um grave acidente;

· comportamento imprevisto de outros motoristas (os “imprudentes” e “apressadinhos”);

· não saber como agir se algo der errado;

· medo do que vão dizer as outras pessoas.

Leia mais…

Medo de Dirigir: o que é?

Curso Supere o Medo de Dirigir

Leia depoimentos de quem fez o curso Supere o Medo de Dirigir

Marque sua consulta comigo!

Matéria publicada no site Terra, canal Carro em 28/04/2005 12:00 por Michelle Raeder

MD11-237

olga_tessari

OLGA TESSARI, Psicóloga (CRP06/19571), formada pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisa e atua com novas abordagens da Psicologia Clínica, em busca de resultados rápidos, efetivos e eficazes, voltados para uma vida plena e feliz. Ama o que faz e segue estudando muito, com várias especializações na área. Consultora empresarial, atua levando saúde emocional para as empresas. Atua em emergências e catástrofes. Escritora, autora de 2 livros e coautora de muitos outros. Realiza cursos, palestras e workshops pelo Brasil inteiro e segue atendendo em seu consultório ou online adolescentes, adultos, pais, casais, idosos e famílias inteiras que buscam, junto com ela, caminhos para serem felizes! Saiba mais…

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Youtube – Facebook – Instagram – Twitter – Linkedin

Siga Olga Tessari nas redes sociais: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Linkedin

olga_tessari

OLGA TESSARI, Psicóloga (CRP06/19571), formada pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisa e atua com novas abordagens da Psicologia Clínica, em busca de resultados rápidos, efetivos e eficazes, voltados para uma vida plena e feliz. Ama o que faz e segue estudando muito, com várias especializações na área. Consultora empresarial, atua levando saúde emocional para as empresas. Atua em emergências e catástrofes. Escritora, autora de 2 livros e coautora de muitos outros. Realiza cursos, palestras e workshops pelo Brasil inteiro e segue atendendo em seu consultório ou online adolescentes, adultos, pais, casais, idosos e famílias inteiras que buscam, junto com ela, caminhos para serem felizes! Saiba mais…