• 19 nov 17

Quero morar sozinho

Como fazer para sair da casa dos pais e morar sozinho? O que é necessário?

Por: Olga Tessari
  • Quero morar sozinho, sair da casa dos meus pais!

    Como eu faço?

     

     

     

    Quero morar sozinho – Entrevista com © Dra Olga Inês Tessari

    “Quero morar sozinho!” Você acabou o colégio e está pensando no que vai fazer agora. Talvez continuar estudando para entrar em uma boa faculdade, trabalhar para levantar uma grana, fazer algum curso que você sempre teve vontade ou apenas descansar. Para concretizar essas novas coisas, é preciso mudanças e morar sozinho pode ser uma delas.

    Não existe uma idade ideal para sair do aconchego da casa dos pais, mas o momento certo. “É quando você se sente maduro, independente e pronto para ser responsável por si mesmo. Morar sozinho, mas ter que contar com os pais para colaborar no orçamento, usar a mãe para cozinhar, lavar… Não é sinal de independência e revela que você não está pronto para isso”, explicou Dra. Olga Tessari ao Portal MTV.

    Se você estiver pronto, saiba que nem tudo é só festa. “Ter que passar por privações por conta dos gastos para manter o seu espaço podem privá-lo de algumas atividades de lazer que considera importantes (cinema, jantares, baladas, viagens). E, principalmente, é preciso saber lidar com a solidão e o estresse por não poder fazer o que bem entende, de não poder usufruir toda a liberdade que ele sonhava quando não vivia sozinho”.

    Natashha, um dos nomes que estão na votação do Novos Nomes do Portal MTV, deixou tudo para trás em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais para se dedicar ao seu grande sonho: viver em São Paulo apenas de música. “Foi um ano planejando e juntando uma grana, tocando muito na noite”, contou.

    A cantora chegou a São Paulo com R$ 1.000,00, duas malas enormes e dois violões. Logo que chegou a capital paulista, ficou sabendo que a pensão que ela vai ficar cedeu sua vaga para outra garota. “Lembro que chorei. Por sorte, eu tinha um amigo de internet que seria meu futuro guitarrista, o Dré”.

    Eles encontraram um lugar, que não era dos melhores. “Tinha um quarto e um banheiro caindo aos pedaços. Pensava em desistir, se voltasse a Minas eu teria que esquecer meu sonho e trabalhar em algum lugar qualquer para ganhar meu salário e ser infeliz.” Ela aguentou um mês nesse perrengue e foi atrás de contato de rádios, televisões e revistas para promover o seu trabalho. Nesse meio tempo, conseguiu emplacar uma música chamada “Embalo” em uma rádio e as coisas começaram a clarear para Natashha.

    Fabrizio Martinelli, da banda V.O.W.E. e integrante da CREW, saiu de Pirassununga, interior de São Paulo, e foi parar em uma república com oito amigos. Ele dormia no sofá e usava uma cômoda para guardar suas coisas. “Era muita zona, mas, com o tempo, dei um ‘upgrade’ e fui dormir em uma cama de verdade. Esse quarto eu dividia com mais três amigos: meu primo Renê e meu amigo Chuck Hipolitho”.

    O guitarrista ainda falou que a transição ensinou coisas que “parecem besteira”, como pagar as contas e ficar de olho na limpeza da casa. “A gente se divertia sempre, com muitas festas e risadas e almoços em ‘família’. É uma fase bem legal da vida!”

    Replace, uma das novidades da cena rock de 2010, deu a dica que para quem quer sair logo: um bom começo é dividir apartamento com amigos. “Onde eu moro é uma república, divido apartamento com mais quatro ‘brothers’, inclusive o Pedro, guitarrista, e é super tranquilo, dá pra se divertir bastante”, contou Koala, guitarrista da banda. O músico teve muita dificuldade no quesito alimentação. “Alimentar-se bem morando sozinho acho que é uma das coisas mais difíceis…”.

    Um dos destaques da parada dos clipes mais vistos do MTV Music Brasil, Joice Santos continua morando com a mãe e mantém um bom relacionamento com ela. “Ela não vai ao mercado sem mim, pois sou uma boa economista e ajudo a cuidar das contas da casa”.

    Joice já pensou em morar sozinha para ter mais privacidade e liberdade. “Meus horários são meio loucos e gosto de fazer aquela bagunça com os amigos”, falou. Caso saia da casa da mãe, a cantora pretende não dividir um apartamento com ninguém. “Sou muito organizada e chata com as minhas coisas. Acho que ia dar briga se eu morasse com alguém! Só se essa pessoa cozinhasse muito bem, pois na cozinha eu sou uma negação.”

    Já a cantora Luiza Possi saiu da casa dos pais para entrar em um relacionamento – o casamento com o ator Pedro Neschling, que se encerrou em 2009. “O melhor é a liberdade de tempo e espaço, o pior é se entediar consigo mesmo. Quando você mora sozinho, sua casa é uma extensão de você. É o momento de se encarar, se auto conhecer. Ninguém vai dizer o que é certo ou errado, nem colocar limites, muito menos pagar as contas. Assim, você passa a ser o único responsável por você e decide o que quer para sua vida”, contou.

    Felguk, um dos destaques da cena eletrônica dos últimos anos, que é formado pelos cariocas Felipe Lozinsky e Gustavo Rozenthal, acabou de enfrentar essa nova realidade recentemente. “Foi um passo definitivo pra conquista da nossa autonomia. A gente sente a pressão da responsabilidade e de todo trabalho da administração da casa, mas é gratificante estar com o controle total da própria vida. Já vivíamos o Felguk intensamente com todas as viagens e agora podemos ‘Felgukiar’ 24h por dia”.

    A nova vida veio apenas quando eles tiveram condições financeiras, o que o ocorreu com o reconhecimento do trabalho. “Estamos dividindo um apartamento e continuar podendo manter nossa vida autônoma e com uma qualidade confortável. Deu certo… Quase tudo! Montamos um estúdio aqui e, dias depois, uma vizinha surgiu pra acabar com nossa alegria”.

     

    Matéria publicada no Portal da MTV em 20/05/2010